DanaPeper's Blog


Resenha: Bleach Mangá e Anime
agosto 29, 2009, 4:10 am
Filed under: anime, mangás, nerdelancias, resenhas | Tags: , , , , , , , , ,

Há tempos que eu planejava um post pra falar sobre Bleach, o meu mangá/anime preferido de todos ever, mas eu nunca sabia como nem por onde começar e como eu tô muito sem tempo pra pesquisar outras coisas pra trazer pra cá, vamos falar sobre isso então! Pra quem não sabe, a história gira em torno de um colegial de 15 anos chamado Kurosaki Ichigo que vê espíritos e depois de um encontro bem mal sucedido com a Shinigami Kuchiki Rukia, onde ele “rouba” todos os poderes dela, acaba se tornando um “Deus da Morte” (Shinigami pra os japinhas). Depois do acontecido, Rukia não pode mais voltar para o seu mundo e obriga Ichigo a fazer o seu trabalho, já que agora ela não tem mais poderes pra combater contra os Hollows (são espíritos do lado negro da força) e nem purificar os Espiritos Plus (espíritos que ficam vagando aqui na terra), então fica presa aqui na terra e acaba indo morar no guarda-roupa do Ichigo.

Perceberam que eu só falei na Rukia né? É minha personagem preferida do anime, deu pra notar que eu adoro ela? Não? Pois eu ADORO a Rukia! Ela é braba, engraçada e linda, por isso ganhou o troféu de personagem preferida para todo o sempre em meu coraçãozinho!

Eu tenho um verdadeiro caso de amor e ódio com Bleach. Comecei assistindo o Anime pra depois ler o Mangá, e o que eu posso dizer sobre isso? Só pra variar um pouco, é claro que o Mangá é milhões de vezes melhor que o Anime. Mas porque o amor e ódio? Bem, deixa eu tentar explicar… A história pra mim é mais que fenomenal, os personagens são apaixonantes e interessantíssimos, os lugares são muito legais, mas como em todo anime/mangá, tem uma história de amor mal resolvida. No caso de Bleach, o nosso personagem principal, o Moranguinho (Um dos significados de Ichigo é morango, por isso o primeiro volume de Bleach é chamado de “A morte e o morango“) ahaza com coração de duas meninas: A Rukia (a shinigami que ele “roubou” os poderes) e a Orihime (uma de suas colegas de classe), só que fica num chove não molha durante todos os mais de 300 números de mangá e 200 e lá vai fumaça do anime… E isso cansa a minha beleza… E também, eu acho o anime muito cansativo porque tem MUITO filer (episódios que não vão nem vem pro desenrolar da história, só pra enxer linguiça mesmo, e geralmente eles são lançados quando o anime tá encostando no mangá).

Uma coisa que eu amo no anime são as batalhas, porque venhamos e convenhamos que arranca-rabo no papel não tem lá muita graça né? Outra coisa fantástica no Anime são as aberturas e os encerramentos, cada nova temporada parece que fica ainda melhor, tanto a animação quanto a trilha sonora. Ah, a trilha sonora! Eu tenho todas as músicas porque o tal de J-POP é muito bom e todas as músicas que tocam em Bleach são PERFEITAS!

Mas a história não é só isso não: O anime já vai pela 9º temporada e o mangá já está proximo dos 400 números, além de existirem já 3 filmes, 2 OVA’s, diversos jogos pra PlayStation, Nintendo Wii, PSP… Ufa, deu pra perceber que o negocio faz sucesso né?

Pra quem quer assitir e tem ANIMAX, o anime está na 3º temporada e passa aos domingos em três horários (2h, 7h e 15h), pra quem não tem, vamos recorrer a nossa venha interneta né? No site oficial brazuca de Bleach tem tudo, todos os números do mangá, todos os episódios dos animes, filmes, OVA’s e OST’s!

Depois do pulo eu falo e mostro mais um pouco dos personagens pra vocês!

Continue lendo



Jukebox: Tegan & Sara
agosto 21, 2009, 5:08 pm
Filed under: música | Tags: , ,

Eu devo dizer que eu sou bem chata pra música. Passei muitos anos só gostando dos Beatles e dizendo que eles eram os melhores artistas de todos os tempos (Ok, eu ainda digo isso). Odilho o super combo forró-pagode-sertanejo de qualquer qualidade. Odeio quando transformam músicas internacionais em baladinhas da Wanessa Camargo (IAC!). Ainda suporto brega porque eu acho engraçado. Então eu me enquadro dentro do perfil chata pra música.

Mas vamos começar pelo começo né? Vocês devem tá se perguntando o que diabos é Tegan & Sara, se é de comer, se morde… Bem, ela são duas gêmeas identicas nascidas no Canadá e faz um tipo de música indie rock/pop que eu acho muito legal. Elas são super carimbadas em diversas séries e programas de TV’s (Greys Anatomy, One Tree Hill [foi onde eu fui apresentada], Veronica Mars…). Ah, e elas são lésbicas. Sim, as duas!

Eu confesso que minha relação com a Tegan & Sara no início foi a pior: que diabo de vozes de taquara rachada é essa? Que músicas sem sentido são essas? Alguém pelo amor de god mande essas meninas pararem de roubar as camisetas de caminhoneiro do pai! Mas, passada as primeiras impressões eu acabei adorando (quase) todas as músicas das garotas canadenses. Quem me fez dar uma segunda chance a elas foi Eduardo, que baixou todos os discos e disse que era muito bom. Ai eu sempre ouvia muito lá na casa dele e sempre perguntava “que música é essa?” e pra o meu espanto era as caminhoneirazinhas que eu detestava cantando!

Elas lançaram cinco discos de 99 pra cá e estão pra lançar um em Outubro desse ano.  Ai parece que uma toca mais e a outra canta mais, mas o bem da verdade eu não sei quem é quem no jogo do bicho, até procurei pra falar aqui, mas não achei… Elas são identica e tem as vozes identicas! Como diabos alguém ia saber quem é quem?

Bem, depois do pulo vou deixar uma playlist de 15 músicas delas que são as minhas preferidas pra vocês darem uma procurada. E lembrando, depois que você supera a vozinha de quem acordou com ovo virado delas, você acaba adorando, se curtir esse tipo de som, craru!

Continue lendo



Exibiiiiida…
agosto 20, 2009, 4:59 pm
Filed under: fotografia, pessoal

Eu fico muito feliz quando rola foto minha na capa das coisas!
Esse mês eu fui capa de duas revistas: A Formas, com a foto do Loft dos arquitetos Rita Pinheiro e Rodrigo Gurgel, e também a revista Viver Bem, com a belíssima Briene Keller posando num momento Zen!



Vamos falar um pouco de arquitetura?

A Pam veio me perguntar umas dicas pra decorar o apartamento dela hoje a noite via MSN e ontem eu fotografei uma amostra de Design de Interiores, e eu meio que meu lado arquiteta saltou na mente e eu resolvi falar um pouco pra vocês meus gostos quando se trata de arquitetura. Meu forte não é bem essa parte de design interiores, eu prefiro bem mais a parte de projeto e peãozada da obra, mas a ambientação é o tipo de coisa que você começa a se apaixonar quando vai vendo!

Eu sou fã do “menos é mais” do Mies Van der Rohe quando falamos de projetos arquitetônicos em si: traçado reto, linhas definidas, o branco absoluto, transparencias… Mas quando se fala de decoração eu confesso que eu sou meia Elke Maravilha! Eu lembro na faculdade quando paguei Projeto V que era fazer um Hotel de Negócios meu grupo enfrentou muita dificuldade pra coisa sair das nossas cabecinhas e irem pro Papel. Então foi quando eu e Aline, minha companheira de equipe, resolvemos pesquisar novos estilos pra então começar nossos croquis volumétrico. Numa dessas andaças (não lembro se foi pela biblioteca ou pela internet) descobrimos a coisa maravilhosa que era a tal da Arquitetura Minimalista. De cara parace ser bem cômodo pra um arquiteto, eu pelo menos achei isso, pois você tem que ser o menos chamativo possível pra sua obra ser chamada de “minimalista“, então seria muito simples de se fazer uma obra desse jeito. Doce ilusão pra quem acha isso. Pra mim, as construções mais fantásticas (e fodasticas) que existem no mercado são as minimalistas. Eu separei algumas casinhas “pobres” pra mostrar aqui exemplificando o que eu estou dizendo e se inspirarem pra me mandar projetar uma pra vocês!

Casa em Hollywood Hills – XTEN Arquitetura

Casa (não sei onde) – Yasuhiro Yamashita

Continue lendo



Foto do dia: Esse sorriso tem nome
agosto 14, 2009, 4:16 am
Filed under: fotografia, pessoal | Tags: , ,

cabelo

E se chama Canon EOS 5D que chegou hoje aqui em casa! Ainda tô apanhando da bixinha, mas é sempre assim quando eu troco de câmera, eu quero correr e voltar pra mais antiga a cada 5 minutos que se passa… Só estou arrazada porque minha lente preferida (Sigma 17-70) não servem em câmeras com Full Frame, e a lente desse post que era meu sonho de consumo também segue o mesmo critério… Mas outras lentes (espero que mais baratas) irão de vir depois que eu me livrar da prestação da 5D!



Initial D Anime x Initial D Filme
agosto 13, 2009, 3:16 am
Filed under: anime, filmes, nerdelancias, resenhas | Tags: , , ,

Deu pra notar que eu estou numa Vibe Street Race geral né? Project Torque, Initial D… Mas tudo é por causa de EdP (Estrada da Perdição) que Dudu está narrando aos domingos, mas isso é história pra outro post… Anyway… Eu sei que quando fazem um filme de um livro/anime/série a probabilidade de ser bom é quase nula, mas eu andava mal acostumada com ótimas adaptações (vide a saga Crepuscular da Stephy Meyer [íííííntimaaaa] que eu acredito que o segundo filme vai ser mais bombastico ainda do que o primeiro) na telona e resolvi baixar o filme da minha mais nova paixonite que é Initial D. Pois bem, foram quase três dias de espera (obrigada Cabo Telecom) porque eu só achei o filme em alta definição e logicamente eu estava muito ansiosa pra acabar logo e assistir. Sonho meu achando que o filme prestava…

Assim, a fotografia é absolutamente fantastica. Eu não sei onde diabos eles arrumaram tanto lugar lindo naquele Japão pra filmar tantas tomadas perfeitas!  E sim, as tomadas são exatamente iguais no anime! Isso me deixou de cabelo em pé! Outra coisa que me deixou embasbacada no filme: os carros, lógico! São cópias fiéis dos carros do anime! E segundo o Edupédia os carros foram fabricados exclusivamente pro filme, já que a maioria já tinham saido de linha, a Toyota fabricou 5 AE-86 exclusivamente pro filme, já que os achados não estavam em condição pra serem usados, ou seja, rolou muita graninha da Media Asia Group ai!

Agora o equivalente a história de Initial D, pra mim, eles se ferraram quando tentaram adaptar. Os personagens não são nenhum pouco parecidos com os do anime, salve o Itsuki, melhor amigo do Takumi, pra mim nenhum é bem fiel ao anime. Fizeram do pai do Takumi um bêbado idiota, coisa que o Bunta Fujiwara não é. A Mogi, par rumantico do Takumi, é bem sem sal, se bem que ela no anime é do mesmo jeito… Então, nota 7 pra ela! Não tem o líder dos Akina SpeedStars (ou Ispiduistar, como eu gosto de chamar!), o Iketani, o líder é o próprio Itsuki, mô doido! Outra coisa, cade os irmãos soooo sexy Takahashi? Só tem o Ryosuke? Que por sinal… Que chinesinho lindo era aquele que colocaram pra interpretar ele? Uy, babei!

Uma coisa que também me deu agunia do começo até o fim do filme. A lingua chinesa! Eu assisto muito anime, por isso me acostumei com as palavrinhas em japonês, até escuto umas coisas e sei o significado (“niguero” = não vai escapar – O que Rukia mais fala em Bleach!), mas em chinês… Oh god

É claro que a história é mil vezes mais legal do que os Fast & Furious da vida, mas em comparação ao anime no quesito história, deixou a desejar. Eu ainda não terminei de ver as 4 temporadas do anime, mas o pouco que vi me apaixonei pela saga do Fujiwara Takumi em seu Toyota Trueno GT-APEX! Eu recomendo demais o anime (pra quem gosta, claro…), já o filme…



Last Night Party
agosto 11, 2009, 12:42 am
Filed under: fotografia | Tags: ,

Podem falar o que quiser, que eu sou devassa, sem vergonha, tarada, mas eu simplismente ADORO o site do Last Night Party! Tem cada foto fantástica qeu eu babo horrores e perco as horas vendo ele… Eu gosto principalmente da sessão 35mm, mas de vez em quando no meio das fotos “surubais” você acha uma ou outra legal. Não vou nem mentir que meu sonho é achar uma menina que pose pra mim como uma Urban Pinup. Só fico arrazada porque eles não dizem o nome dos fotógrafos que fazem as fotos, apenas a locação de onde elas foram tiradas…

Eu separei uma seleção de fotos legais pra mostrar pra vocês depois do pulo!

Continue lendo