DanaPeper's Blog


Telephone
março 12, 2010, 10:55 pm
Filed under: música | Tags: , , ,

Eu adoro a Lady Gaga. Tenho dito.



Jukebox: The Cure
setembro 23, 2009, 12:03 am
Filed under: música | Tags: , , ,

Ok, ok. Quem sou eu pra falar do The Cure, né? Apenas mais uma fã babona pra vir ressaltar o quanto é bom. Nesses últimos dias quando o Dudu tava viajando pra Blumenau eu meio que cai na deprê de saudade e coloquei as mp3s do The Cure pra rodar, ai já viu, voltou o vício nos caras outra vez! Confesso que não faz tanto tempo assim que trombei com eles, eu tinha as músicas mais conhecidas (Close to me, Just like heaven…), mas eu não sabia da história, nem tinha a discografia dos moçoilos, acho que faz pouco mais de uns dois anos que conheci  a fundo a banda e acabei me tornando fã de carteirinha!

Pra quem não sabe (o que eu duvido) o The Cure é uma banda inglesa que nasceu na década de 70 com o intuito de dar uma nova cara pras músicas do David Bowie e Jimi Hendrix e pouco tempo depois, eles começaram a produzir o seu próprio material que tinha como principal influência do recém-nascido punk rock. Mas antes deles imaginarem ter seu merecido sucesso, a banda passou por muitas modificações, entre elas de nome (de The Obelisk pro Easy Cure e só ai pro The Cure) e integrantes. A bem da verdade que o único que ainda continua desde a década de 70 é o meu queridissimo Robert Smith!

The Cure tem um rock gótico, com letras melancólicas e poéticas, um apelo sombrio e obscuro, por assim dizer.  A melodia muda muito de acordo com o período dos discos, mas não se assuste se você estiver ouvindo um som animadinho enquando a letra é pura tristeza, é bem típico no som da banda.

O Rob (ííííííííííííííííntima) diz que foi muito influenciado pelos Beatles (ok, quem não é? Melhor banda de todos os tempos tem esse poder né gente?), Jimi Hendrix, David Bowie, Alex Harvey… E apesar dele ter essa cara de quem a qualquer minuto vai cortar os pulsos e pagar de emuxo, ele diz que a imagem não representa como ele realmente é, ou pelo menos não o tempo todo, ele escreve quando está se sentindo deprimido e por isso as letras são do jeito que são. Então Dona Mary Poole, esconda o Valium do maridíssimo pra ele continuar escrevendo tantas músicas legais, ok?

Melhor disco na minha opinião? Olha, sinceramente eu sou muito dividida entre Desintegration (1989) e Boys don’t cry (1980), pra mim são as duas obras primas do Robert Smith The Cure.

O último disco da banda foi lançado ano passado e se chama 4:13 Dream. Confesso que os discos durante e depois da década de 90 eu meio que não ouvi direito, não consegui me prender em quase nenhuma música, mas em compensação tudo dali pra baixo é completamente viciante pra mim.

Meu momento protofalei é que eu acho o Robert Smith hot nos anos 80, ok?

E depois do pulo, playlist de 15 músicas preferidas (que foi difícil no último escolher) da mocinha aqui! \o/

Continue lendo



Jukebox: Tegan & Sara
agosto 21, 2009, 5:08 pm
Filed under: música | Tags: , ,

Eu devo dizer que eu sou bem chata pra música. Passei muitos anos só gostando dos Beatles e dizendo que eles eram os melhores artistas de todos os tempos (Ok, eu ainda digo isso). Odilho o super combo forró-pagode-sertanejo de qualquer qualidade. Odeio quando transformam músicas internacionais em baladinhas da Wanessa Camargo (IAC!). Ainda suporto brega porque eu acho engraçado. Então eu me enquadro dentro do perfil chata pra música.

Mas vamos começar pelo começo né? Vocês devem tá se perguntando o que diabos é Tegan & Sara, se é de comer, se morde… Bem, ela são duas gêmeas identicas nascidas no Canadá e faz um tipo de música indie rock/pop que eu acho muito legal. Elas são super carimbadas em diversas séries e programas de TV’s (Greys Anatomy, One Tree Hill [foi onde eu fui apresentada], Veronica Mars…). Ah, e elas são lésbicas. Sim, as duas!

Eu confesso que minha relação com a Tegan & Sara no início foi a pior: que diabo de vozes de taquara rachada é essa? Que músicas sem sentido são essas? Alguém pelo amor de god mande essas meninas pararem de roubar as camisetas de caminhoneiro do pai! Mas, passada as primeiras impressões eu acabei adorando (quase) todas as músicas das garotas canadenses. Quem me fez dar uma segunda chance a elas foi Eduardo, que baixou todos os discos e disse que era muito bom. Ai eu sempre ouvia muito lá na casa dele e sempre perguntava “que música é essa?” e pra o meu espanto era as caminhoneirazinhas que eu detestava cantando!

Elas lançaram cinco discos de 99 pra cá e estão pra lançar um em Outubro desse ano.  Ai parece que uma toca mais e a outra canta mais, mas o bem da verdade eu não sei quem é quem no jogo do bicho, até procurei pra falar aqui, mas não achei… Elas são identica e tem as vozes identicas! Como diabos alguém ia saber quem é quem?

Bem, depois do pulo vou deixar uma playlist de 15 músicas delas que são as minhas preferidas pra vocês darem uma procurada. E lembrando, depois que você supera a vozinha de quem acordou com ovo virado delas, você acaba adorando, se curtir esse tipo de som, craru!

Continue lendo