DanaPeper's Blog


Em 2011 eu…
dezembro 31, 2011, 6:05 pm
Filed under: pessoal

 

vi Paul McCartney ao vivo,
entrei num emprego,
sai de um trabalho,
senti muita dor de dente,
ri mais do que chorei,
engordei 10kg,
fui pra um spa relaxante e achei uma bela de uma merda,
conheci o rio de janeiro,
conheci o apertamento da Ginha no rio de janeiro,
conheci gente legal no rio de janeiro (alô Cardoso),
fui a são paulo pela segunda vez,
conheci gente legal em são paulo (alô Sue, alô Flá),
reencontrei amigas queridas que me fazem lembrar amizade não é se ver todo dia (Aline e Aninha),
conheci gente legal em natal que quero levar pro resto da vida (Tereza e Ana),
conheci gente no canadá por WhatsApp que também quero levar pro resto da vida (Amanda),
não entrei no mar nenhuma única vez (se bem que fazem anos que eu não faço isso…),
ganhei uma gata de 3 patas,
tive meu carro arrombado,
troquei de carro (bye C3, hello C4),
comecei a fazer pilates,
comecei a correr,
voltei a andar de salto alto quase que diariamente,
baixei todos os discos que marcaram minha adolescencia,
comprei o box da primeira temporada de veronica mars,
e assisti a primeira temporada de veronica mars pela milésima vez,
depois assisti pela milésima primeira vez,
fui mais arquiteta que fotógrafa,
ganhei uma estagiária (alô Vivi),
comprei uma câmera compacta para fazer fotos amadoramente,
abri uma conta no banco,
aprendi a fazer as unhas sozinha,
aprendi a pintar o meu cabelo sozinha,
me viciei em mais séries do que podia acompanhar,
deixei de assistir muitas séries para dar espaço aos novos vícios,
joguei muito rpg,
comprei um iPad,
namorado roubou iPad,
só li e terminei de ler livros relacionados a arquitetura,
fiz meu primeiro exame admissional,
fiquei bêbada lixo só uma vez,
fiquei mais amiga da minha mãe,
fiquei mais distante do meu pai,
reencontrei a turma do pré num churrasco e foi maravilhoso,
fiz planos pra sair de casa só pra ver que eu ainda não tenho condições/coragem de sair ainda,
amei e fui amada,
me dei conta que eu prefiro pornô girl-on-girl,
sai numa revista,
troquei a foto do avatar do twitter pra uma de sutiã no #lingerieday,
ganhei 200 seguidores novos,
resolvi quais as duas tattos que vou fazer quando eu emagrecer (se eu emagrecer),
e decidi não traçar metas pra 2012 porque é desestimulante não conseguir cumpri-las.



Seu co-piloto eu sou
dezembro 14, 2011, 10:18 pm
Filed under: fotografia, nerdelancias, pessoal | Tags: , ,

Presente do Dudu, nem precisa falar que amei né? :*



Minha experiência no tal “Spa Urbano”
fevereiro 16, 2011, 12:50 am
Filed under: futilidades, pessoal | Tags: , ,

Eu prometi para todos do twitter que iria contar a minha experiência no tal Spa urbano que eu fui sábado passado, principalmente porque eu morri de procurar em todo buraco dessa internotona de Deus e não achei nada falando e nem ninguém sabia o que se deve levar quando você vai pra um lugar desse tipo.

Mas vamos começar a essa epopéia pelo início: tudo se deu por causa de uma promoção que comprei no Grupon (atestado de pobreza dessa que vos fala) de um dia de beleza em um Spa urbano no D Beach Resort aqui em Natal/RN. A promoção era de uma reconstrução capilar + revitalização facial + hidromasagem + massagem com pedras quentes + sauna aromatizante e de 320 paus estava pela bagatela de 60.

Devo confessar que comprei mais pela curiosidade mórbida de saber como é o tal do dia de princesa que eu via quando criança naquele programa do Netinho (oi? você tá assumindo isso em rede mundial Geovanna?) e também porque estava num tempo de vacas gordas, porque se fosse hoje mesmo eu tinha dado uma banana pro spam do Grupon e seguido em frente com a minha vidinha de pobre.

Quase dois meses depois que comprei, eu me lembrei do tal cupom e como esse sábado ia ser bem morto, resolvi usa-lo e marquei o tal Dia de Beleza. Ai veio o primeiro abacaxi de “o que danado eu levo pra esse negócio?”. Segundo a listinha de coisas, eu deveria (atentem para o deveria ok?) passar bastante tempo lá e esfomeada como sou, em duas horas iria está subindo pelas paredes de fome. Mas, é um Spa né? A gente não vai morrer de comer na frente dazamiga tudo passando fome pra manter a forma. E o que levar de roupa? Um biquine? Um roupão? Uma toalha? Uma muda extra de roupa? Queridos poucos leitores, eu não sabia de nada disso.

Pesquisas vai, pesquisas vem, eu só achava coisas falando pra quem ia passar semanas no Spa, nada de quem ia só curtir um diazinho da mais pura luxúria e riqueza que um lugar desse poderia proporcionar. No final eu acabei optando pelos seguintes itens: um biquine, uma barrinha de bananinha e outra de ameixa. Vou logo dar um spoiler e dizer que fui muito feliz na minha escolha, só acrescentaria ai aquela toalha que deixei de fora.

Saio pela cidade em busca do tal Resort/Hotel/Spa e quando encontro tenho a primeira decepção: Spa? Que Spa amigo? Isso é um salão de beleza! Sim, um salão de beleza queridos. Pra onde eu viro eu vejo cadeiras com secadores, cirandinhas de manicure e lavatórios de cabelos. Mas tudo bem, vamos relevar esse pequeno detalhe que isso aqui jamais será um Spa Urbano e vamos continuar…

A primeira coisa feita foi a tal da reconstrução capilar que a recepcionista lavou meu cabelo (muito do mal lavado, diga-se de passagem) e passou um tal creminho da Lanza. Vamos esperar agir o creme enquanto passamos pro próximo passo. Me sento numa cadeira de espera e a mesma recepcionista me pede para ficar deitada na cadeira para que ela faça a revitalização facial. A criatura nem minha maquilagem tirou e já foi passando os cremes no meu rosto. Eu não sou nenhuma especialista em estética, mas eu acho que a primeira coisa que você faz nesse caso é LIMPAR A PELE, não? Bem, acho que depois de 10 minutos ela alisando um creme na minha face ela me liberou pra ir pra hidromassagem, que diga-se de passagem eu quero ser rica e poderosa um dia para ter uma banheira daquelas na minha casa. É digno viu?

 

O futuro banheiro que terei quando for poderosa

O tempo passou rápido demais e eu fui pro que era o mais esperado, que era a tal massagem de pedras quentes e olha, sei nem por onde começar a falar… A sensação das pedras quentes em você é até legal, mas depois, quando a mulher tira e começa a fazer a massagem mesmo… Eu vou apenas dizer o que eu falei na hora no twitter: uma mulher passando óleo e alisando na minha bunda não me relaxa. Eu me senti diversas vezes naqueles porn videos que as doidinhas estão peladas (eu estava de biquine, seus pervertidos!) e de repente aparece um negão com um maranhão do tamanho do Maranhão.

Depois disso ia vir a sauna, que eu recusei, afinal de contas, pra que né? Eu já moro numa cidade que quando deixo o meu carro no sol ele se transforma numa sauna ambulante E aromatizante por causa do cheirinho da Vivo no painel. Como eu dispensei a sauna, eu fui tirar o creme dos meus cabelos e depois fui pra cadeira do cabeleireiro. Eu não tinha a ilusão de ganhar uma escova, claro que não, mas pelo menos uma secadinha seria jóia para não sair com os cabelos pingando água pelo meio da rua… Nem isso sabe?

E sabe aquela história do deveria passar bastante tempo lá que eu falei no inicio do post? Eu passei menos de 2 horas no tal Spa Urbano, não senti nem vontade de tirar minhas barrinhas da bolsa…

A grande conclusão que eu cheguei foi a seguinte: fujam dessas promoções que parecem ser coisas da China nesses sites de compras coletivas, eu só vejo o pessoal reclamando de péssimo atendimento, das coisas que são especificadas no cupom não serem as que o estabelecimento querem oferecer quando você chega lá. No meu caso, eu não sei se o tal Spa Urbano era ruim mesmo ou se foi por eu ter sido uma pobre e comprado pelo Grupon.

Mas sabe o melhor de tudo? É que a pamonha aqui caiu na roubada novamente no site de compras coletivas e comprou OUTRO cupom, dessa vez foi uma esfoliação corporal + 5 sessões de massagem modeladora (se acalmem, foi em outro lugar, eu sou burra, mas não tanto). Já viu modelarem bujão? Poisé, vamos ver no que vai dar…



nerd pride
fevereiro 11, 2011, 1:05 am
Filed under: fotografia, nerdelancias, pessoal | Tags: , , ,

 

 

bye, bye!



Bad Luck
abril 26, 2010, 5:11 pm
Filed under: pessoal | Tags: ,

Oi mundo, meu aniversário é só em junho, então porque o meu inferno astral chegou mais cedo?

Vamos começar falando da pior coisa que me aconteceu esse ano: perdi o meu iPhone! Mas vocês devem estar se perguntando, comassim perder um iPhone todinho? Você foi roubada ou algo do tipo? Não caros leitores, não fui roubada, eu simplismente tenho um branco na minha memória no domingo dia 21 de março, mais precisamente por volta das 10h da manhã quando eu simplismente não me lembro onde satanás eu enfiei o telefone! Eu procurei em todos os lugares imaginavais e inimaginaveis (lixo, geladeira, forno, microondas…) e nada no bicho. Enfim, me conformei e dei por perdido e comprei outro semana passada porque não sei mais viver sem um. Sou fresca, sou fútil, pode me chamar do que quiser, mas eu estava arrazada por ter pedido e estou muito mais feliz com meu iPhone novo (3GS 16GB), apesar de estar lisa por pelo menos 5 meses, mas o que é um peido pra quem tá cagado, não é mesmo meu povo?

Quinta passada foi o high-top do meu azar:

1) O caso do e-mail urgente: primeiro de tudo minha mãe me acorda as 6h da manhã chorando porque não sabia abrir um e-mail urgente. Ai lá fui eu, toda trabalhada na paciência pra não mandar ela se fuder e voltar a dormir abrir a porcaria do e-mail. Era uma nota fiscal de uma das distribuidoras que o tapado do estagiario mandou sem transformar em PDF ai é lógico que nunca eu iria abrir sem o programa próprio dela… Bate-boca pra lá, bate-boca pra cá com o pessoal da distribuidora (me chamaram de burra educadamente varias vezes, claro, por eu não conseguir abrir um negócio que eles abrem com a maior facilidade lá) e depois de explicar pra eles o que é um arquivo em PDF, finalmente eles resolveram o problema lá. O engraçado que no dia seguinte minha mãe me falou que a nota que eles mandaram por e-mail eles tinham mandado impressa, junto com o combustível, ou seja, horas e horas de aborrecimento no telefone pra nada.

2) O caso das câmeras de seguranças inúteis no meu prédio: quem me acompanha no twitter, ficou sabendo dessa. Saio para comprar fraldas geriátricas pra minha avó (que está internada) e quando estou passando com o carro pelo portão o porteiro simplismente fecha ele na minha cara. Obviamente eu acelerei e sai, mas o portão ainda deu um toquinho na lateral esquerda do meu carro e eu desci com a macaca pra matar o filho da égua do porteiro. Sabe o que ele me disse? “Ah senhora, eu não te vi…”. Certo, e pra que diabos serve aquela câmera de segurança em cima do portão? Pra ele curiar quando alguém sai fazendo bola gato dentro do carro? Mas como meu carro não sofreu dano, eu relevei e fui comprar as fraldas…

3) A queda em frente ao hospital: O chamado urgente de fraldas geriatricas já estava a caminho de se resolver e eu estava subindo a rampa do hospital com as mãos ocupadas (sacola com pacote de fraldas, sacola com meu almoço, bolsa com o notebook e minha bolsa) e simplismente eu caio no chão! Não me pergunte como, nem porque, mas eu cai sentada no chão derrubando o que era de coisas todas pro ar! Resultado foi meu almoço escorrendo pela rampa do hospital, um mouse quebrado e dor na bunda… Como eu sou uma pessoa que consegue escorregar numa pipoca e tropeçar numa faixa de pedestre, o vento ter me dado uma resteira é até aceitável.

Felizmente, desde quinta a minha maré de azar tinha dado uma folguinha, até ontem. Estava eu as 20:30 indo do hospital para o meu automóvel e simplismente levo um murro na cabeça! Sim, um murro! Dois pivetes passando de bicicleta do meu lado decidiram me bater por safadeza, ou para roubar, eu não sei. Eu só sei que o resultado disso foi um deles me acertando no crânio! Como a cabeça é dura, mas não é inquebravel, ela está doendo até hoje… Agora me respondam: o que levam a duas criaturas dessas sairem distribuindo murros pelas pessoas na rua?

Eu só espero que a minha maré de azar tenha passado sabe? Outro murro na cabeça, perda de iPhone ou tombo na rampa do hospital me faria me agarrar com meu colchão inflável e me atirar da área de lazer aqui do prédio…



Shopaholic
março 4, 2010, 4:53 pm
Filed under: compras, futilidades, maquiagem, pessoal | Tags: , , , , , ,

Eu sou péssima! Porque eu digo isso? Simples demais: a pessoa acaba de pagar o cartão, ficando livre de todas as dívidas e quando dobra a esquina do estoura todo de uma vez… Tem cabimento um negocio desses?

Passo em frente a loja de perfumes e tem uma tarja bem grande PROMOÇÃO e eu penso cá comigo mesma “Ah, olhar não mata né minha gente?”, ai eu entro e pela primeira vez em 2 anos que freqüento a July Perfumes percebo que tem uma ilhazinha de makes da Bourjois, coisa que eu nunca tinha percebido até então. Dou de cara justamente com o danado do Noir&Blanc que eu vi a Marina falando super bem outro dia no 2Beauty e simplismente não resisti! Me agarrei com o bicho e tive que levar!

Quando eu estou crente que o pior já passou e estou indo embora de sacolinha pagar a minha C&A vejo uma pilha de perfumes em promoção. Eu lembro que eu nem gostava de perfumes a muito pouco tempo atrás, só usava mesmo colônias de bebê baratinhas de supermercado (que uso até hoje), mas de um tempo pra cá, eu ando com uma fixação em cheiros e resolvi mais uma vez, burra, sentir as fragrâncias… Vendedor é um bicho muito tinhoso, a mulher parece que leu na minha cara que eu adoro cheirinhos suaves, florais ou de frutas e me mostrou justamente o Ralph Wild da Ralph Lauren e me abestalhei pela segunda vez. Ele tem um cheirinho super suave de morango e é uma delicinha só!

Minha escadinha: Ralph, Magnifique da Lancôme (adoro, acho cheiro de quenga phyna) e o meu preferido de todos que é o Vintage da Kenzo (tenho duas únidades lacradas pra quando esse acabar)

Depois disso, eu sai de olhos fechados até bater na porta da C&A, não queria comprar mais absolutamente nada. Já na entrada me deu um desarranjo porque tinha aquelas calças legging que imitam couro e eu sabia que pelo menos iria provar uma pra ver como fica no meu corpo (pra ver se o rabão me deixava com cara de puta ou era usável). Paguei os cartões e corri direto para arara pegar a tal calça, mas vocês tem que entender que o caminho até ela era muito longo, ai acabei achando mais duas calças, dois coletes e uma blusinha fofa roxa de bolinhas brancas! No final, as únicas coisas que deram certo foram os coletes e uma calça jeans. Estava eu indo pro caixa e me deparo com a sessão da All Star da C&A e vejo que tem uma sapatilha que eu sempre fui fã, ai era demais e levei mesmo sendo 36. Ficou um pouquinho grande, mas nada como um Carefree colado atras pra ficar nos trinques!

Meu pé tá inxado né?

Quando acabei na C&A eu já não tinha mais paciência pra entrar em loja nenhuma… Ainda bem né?



Novo x Antigo
janeiro 26, 2010, 7:16 pm
Filed under: arquitetura, compras, livros, pessoal | Tags: , , , , ,

O que me inspirou a fazer esse post foi um livro que eu comprei esse mês chamado As + importantes Edificações Contemporânea – Plantas, cortes e elevações do Rob Gregory que eu simplismente shorey m³ de concreto armado tamanha a perfeição! Primeiro, porque sou uma amante de carteirinha da arquitetura contemporânea e suas soluções high-tech pras novas construções e também porque eu tenho fé que eu ainda vou fazer um mestrado nessa área (sim, eu quero ser professora de arquitetura, pra quem ainda não sabe!). Ai eu me convenci que eu precisava dar mais de 100 reais no livro e comprei! Ah, no mesmo dia eu comprei outro livro de arquitetura contemporânea, totalizando quase 300 contos (ouch! meu bolso!) de livro!  E eu tive uma mega surpresa quando cheguei em casa e desembalei os danadinhos dos plasticos: a editora dava um CD com todas as obras em autocad. Sim, eu tenho todas as plantas da Prefeitura de Londres em Autocad no meu humilde computador, tá?

Anyway… Deixando os meus orgasmos multiplos de lado pelos livros e voltando a falar de arquitetura contemporânea, eu achei um capitulo do livro extremamente interessante que foi o de Inserções, Anexos e Ampliações, que fala e mostra muito do que foi uma das coisas que eu fiz no meu projeto de conclusão de curso. O livro mostra 14 projetos que uniram uma arquitetura antiga com uma contemporânea e ficaram super interessantes! Eu não posso dizer que não fica impactante, você vê um prédio todo antigo, cheio de “riquififes” e  sua extensão ser completamente moderna! Assim, apesar do impacto, eu acho isso um máximo pra quebrar toda a “pomposidade” (adoro inventar palavras!) de uma obra secular!

A obra que mais me chamou atenção foi o Museu Kunsthaus de Graz, na Áustria, criada pelo Peter Cook. Aqui dá pra você ter uma ideia melhor de como é a lateral dele, onde nessa foto ai só aparece o comecinho. Primeiro eu fiquei encantada com a plasticidade dessa membrana que com a iluminação a noite, dá impressão que ela está se movendo! Deve ser um show ver isso de perto…

Outro que eu achei um máximo também foi o Hotel Josef na República Tcheca, projeto da Eva Jiricna. A foto tá uma b*sta, mas não achei nenhuma melhor na internet… Mas foi super legal a solução que ela usou pra sombrear dentro dos novos quarto, parece um “toldo”. O hotel fica no centro histórico de Praga, a vista daí deve ser de tirar o fôlego! Ah, eu tenho que mostrar também a escada maravilhosa que ela fez pra esse projeto, claro.

Eu senti falta de algumas grandes obras (alow Robinho, cadê o Louvre?) nesse capitulo do livro, mas o CD com tudo em Autocad não me deixa reclamar de absolutamente NADA!

Falando nisso…

Continue lendo